Chuva ameniza calor e fumaça em Manaus, mas qualidade do ar segue péssima em alguns bairros

Manaus sentiu um alívio nas temperaturas depois de uma forte chuva na madrugada deste sábado (14), depois de três dias consecutivos encoberta por fumaça e calor intenso, embora o cenário cinzento causado pelas queimadas no interior do estado continue e a poluição do ar em alguns bairros ainda preocupe a população.

A capital do Amazonas ficou entre as cidades com pior qualidade do ar no mundo nesta quarta-feira (11), quando ficou por três dias, com uma nuvem cinzenta encobrindo prédios e pontos turísticos da cidade, como o Teatro Amazonas e a Ponte Rio Negro.

Apesar da fumaça ter se dissipado em algumas regiões da cidade neste sábado, os bairros Santo Agostinho e Compensa, na Zona Oeste de Manaus, seguem com a qualidade do ar péssima, segundo a plataforma Selva, que mede os níveis de poluição do ar.

Nos dois bairros – que são os que mais se aproximam da região metropolitana de Manaus, onde há os focos de queimadas – a plataforma Selva mede que os níveis de poluição do ar chegaram a 124.1µg/m3 (microgramas por metro cúbico).

Artigo anteriorGuerra Israel-Hamas: brasileiros devem chegar ao Egito neste sábado
Próximo artigoSeca de 2023 do Rio Negro supera as de 1963 e 2010