Criminoso invade redes sociais de Milton Neves e publica fake news sobre Faustão

Nesta sexta-feira (22), Milton Neves teve suas contas hackeadas e inadvertidamente “compartilhou” uma notícia falsa sobre a suposta morte de Fausto Silva, que recentemente passou por um transplante de rim no fim de fevereiro. O post enganoso, publicado nos Stories do jornalista, foi rapidamente removido, porém causou desconforto entre seus seguidores. A desinformação continua circulando livremente pelo TikTok, induzindo os usuários a acreditarem em alguma nova tragédia relacionada à saúde de Faustão.

Em declaração ao Notícias da TV, o apresentador anunciou sua intenção de denunciar o ocorrido ao Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais). “Atenção, pessoal! Hackearam minhas redes e publicaram uma informação falsa sobre meu querido amigo Faustão”, alertou Neves em sua conta no Instagram. “Ele continua sendo muito bem cuidado no hospital, graças a Deus. Vou reportar o caso à polícia para identificar o responsável”, acrescentou.

A disseminação dessa fake news sobre Faustão é de extremo mau gosto e é lamentável que seja validada por plataformas de mídia digital, que não apenas permitem essa irresponsabilidade, mas também lucram com ela. A origem da publicação foi identificada no TikTok, onde é frequentemente compartilhada, envolvendo outras celebridades.

Na rede social conhecida por suas dancinhas, existem até páginas especializadas em divulgar fake news sobre a morte de famosos para obter engajamento. Os posts geralmente exibem uma foto da suposta vítima acompanhada de uma narração que anuncia a falsa morte. Embora os perfis sejam denunciados pelos usuários, eles permanecem ativos por meses e continuam sendo monetizados.

Essa prática não se limita apenas ao TikTok. O Instagram e o YouTube também são repletos de vídeos e posts que insinuam a morte de artistas, seja através de fotos ou em títulos chamativos. Os conteúdos são semelhantes: uma voz narra a notícia falsa de maneira dramática e especulativa.

A mesma página que disseminou a fake news sobre a morte de Faustão já propagou informações falsas sobre Ivete Sangalo, Dona Déa Lucia e outras personalidades. O criminoso responsável já “matou” virtualmente Davi Brito (do BBB 24), o jornalista Roberto Cabrini, Silvio Santos e até Renato Aragão.

Artigo anteriorRobinho é preso no Brasil por estupro cometido na Itália
Próximo artigoPazuello é investigado no STF por mortes de Manaus na pandemia